For Kids
For Teens
For Adults
For Seniors
Mais Valor

 

1) O Problema
 
A desagregação das equipas terapêuticas, numa mesma entidade, resulta na falta de partilha de conhecimentos e de estratégias sobre a intervenção desenvolvida por cada um, com cada paciente.
 
Facilmente se verificam avaliações específicas e pouco abrangentes que deixam de fora aspetos importantes para uma boa intervenção. Existem ainda, fatores ambientais que ignorados, diminuem a confiança entre o paciente e a entidade que o trata.
 
Estes são exemplos de fraquezas que, juntas, causam lentidão no processo de intervenção e aumento da probabilidade de desistência do paciente.
 
 
A Solução
 
A equipa Felicity usa o método de trabalho/intervenção transdisciplinar. Os seus terapeutas preocupam-se com o seu paciente, numa perspetiva global e com o seu meio envolvente.
 
Desta forma, procura saber mais sobre o desempenho do paciente junto dos agentes diretamente ligados a si e sobre as consequências/implicações que a qualidade desse mesmo desempenho representa/afeta o seu dia-a-dia nos seus diferentes contextos naturais, as suas relações com os outros e a sua relação consigo próprio.
 
Com toda a informação recolhida, a equipa debate-se entre si, sobre a melhor forma de atuar, as estratégias mais adequadas e a monitorização dos progressos e retrocessos. A partilha de experiências, conhecimento e competências é vista como parte do processo de evolução da própria equipa e responsável pela qualidade de cada intervenção terapêutica.
 
A Felicity, tem vindo a ser referenciada para a avaliação e intervenção, como equipa transdisciplinar, obtendo o reconhecimento de médicos e de pais/cuidadores, em todos os seus segmentos.
 
 
 
2) O Problema
 
A constituição de quadros de recursos humanos afetos às Instituições, gera um grande desgaste financeiro, dadas as inconstâncias de preenchimento de horários e na gestão de turnos.
 
Ter grandes equipas, nem sempre é sinónimo de ter boas equipas de trabalho. 
 
 
A Solução
 
A Felicity, cria, prepara, acompanha e gere as equipas que a representa.
 
Os horários de permanência nas instalações da Instituição, vão de encontro às necessidades reais, de acordo com as áreas técnicas requisitadas.
 
O conceito e os procedimentos Felicity, têm vindo a melhorar, num processo de evolução baseado na experiência, refletindo-se no aumento de interesse e de motivação dos elementos que a constituem, assim como a relação entre si.